PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE OMNISCRIPTUM

Primeiro de tudo – sim. Estamos cientes das críticas à OmniScriptum que podem ser encontradas na Web. Até agora, nossa política sempre foi contradizer as informações (muitas vezes francamente falsas) diretamente com cada um de nossos futuros autores. Embora continuemos com essa abordagem, também queremos abordar as críticas em uma plataforma pública como essa. Porque estamos conscientes de que a mídia, os concorrentes e os círculos acadêmicos também gostariam de saber o que temos a dizer sobre isso. E se algo pode ser dito sobre o OmniScriptum é que não somos tímidos.
Como um preâmbulo para tudo o que está chegando, um conselho. Antes de ler uma entrada de blog, artigo de mídia ou qualquer outra fonte de informações sobre a OmniScriptum, verifique a data. As chances são de que a informação seja antiga, desatualizada e falsa. Nossa empresa mudou muito nos últimos anos. Nós mudamos o nosso negócio (não há mais Wikipedia desde tempos), nós mudamos nossos termos de publicação, nós até mudamos o nosso nome. Só para esclarecer – nós somos OmniScriptum!
Então aqui vai…

OmniScriptum é uma editora predatória que tira seus direitos autorais

Errado!

Como você é autor do trabalho, você é o proprietário dos direitos autorais. Ponto final. Na verdade, aqui está uma citação direta de nosso contrato de publicação: “O autor continuará sendo o proprietário dos direitos autorais de seu trabalho”. O conteúdo criado por você pertence à você e você decide o que fazer com ele.

OmniScriptum não fornece cópias impressas gratuitas

Verdade!

Se você é nosso autor, você sabe duas coisas principais sobre nossos processos – o processo de publicação como tal é gratuito e todos os títulos são impressos sob demanda por um dos nossos 12 parceiros de impressão em todo o mundo. Ou seja, não há estoque físico dos mais de 300.000 trabalhos acadêmicos encontrados em nosso catálogo, de onde poderíamos selecionar apenas uma cópia impressa. Seria ambientalmente saudável manter mais de 500 cópias de cada trabalho (sim, essa é a quantidade de cópias que precisam ser impressas se quisermos ligar uma máquina de impressão offset) em todo o mundo? Não. Nosso ambiente merece mais. Por isso, apenas imprimimos cópias quando houver demanda (pedidos, solicitação da mídia para uma cópia de revisão, solicitação de uma biblioteca nacional para cópias de depósito, etc.). Também SEMPRE podemos oferecer cópias impressas gratuitas acompanhando seu pedido de livro para nossos autores.

Os livros da OmniScriptum são superfaturados

Errado!

Em primeiro lugar, oferecemos nossos serviços de publicação totalmente gratuitos para nossos autores. Para garantir isso, devemos confiar no preço do livro para cobrir os custos de publicação.
Isso inclui não apenas os custos de impressão, TI e RH associados à publicação, mas também os custos de distribuição. Precisamos ter certeza de que o título estará disponível em todo o mundo, isso inclui listar o título com vários atacadistas, participar de propostas acadêmicas etc., todos com uma taxa de distribuição anexada. Uma comissão, simplesmente. Como somos financiados exclusivamente pela venda de nossos livros, damos importância a um equilíbrio ideal entre lucratividade e valor de mercado ao definir nossos preços.
Se você comparar nossos preços com outras editoras de conteúdo acadêmico, você os achará semelhante. Às vezes até mais atraente. Alguns dos 5 principais editores acadêmicos do mundo vendem um livro eletrônico por 100 euros. Não nós.

OmniScriptum paga pouco ou nenhum direito de autor

Errado!

Mas vamos ser diretos aqui – se você escolheu publicar conosco porque gostaria de se tornar o próximo Paulo Coelho, Nora Roberts ou Stephen King em termos de renda, talvez tenhamos que desapontá-lo. Não prometemos aos nossos autores que eles possam ganhar a vida apenas com uma (ou duas ou três) publicações conosco. O mercado acadêmico é específico, é um nicho (às vezes estreito) no qual sua publicação se encaixaria. É muito provável que seu título não acabe na lista de best-sellers da Amazon. Isso significa que é menos digno de ser publicado? Absolutamente não! Portanto, nós remuneramos nossos autores com royalties que são considerados de média a alta na publicação impressa acadêmica. Temos autores que receberam milhares de euros em pagamentos de direitos autorais. Mas a maioria dos autores recebeu um vale por alguns euros. É de comum interesse nosso e de nossos autores podermos obter grandes cheques de royalties. E nossa equipe de vendas e distribuição está trabalhando duro para conseguir isso para tantos autores quanto possível.

OmniScriptum não faz revisão por pares

Verdade!

A revisão por pares tem sido um dos tópicos mais discutidos entre os cientistas e uma das lanças mais usadas contra nós pelo setor editorial acadêmico. Em primeiro lugar, todas as teses que publicamos já passaram por escrupulosa revisão por pares como orientador e do segundo leitor após a submissão. Por que devemos afirmar que conhecemos o tópico de nicho melhor do que um comitê de professores de uma universidade?
A ideia por trás da revisão por pares era que ela peneiraria trabalhos de baixa qualidade e compartilharia apenas trabalhos científicos que resistissem aos “critérios de qualidade”. No entanto, os pares em revisão por pares foram acusados de serem ineficazes, tendenciosos, motivados erroneamente, etc. Dr. Richard Smith no Times Higher Education Ranking descreveu a revisão por pares “em grande parte é uma loteria, anti-inovadora, lenta, dispendiosa, desperdício de tempo científico, ineficiente, facilmente abusada, propensa a parcialidade, incapaz de detectar fraudes e irrelevante”. O debate da revisão pró e anti-revisão na comunidade acadêmica está em andamento. Acontece que estamos no movimento anti-revisão por pares, junto com uma grande comunidade de cientistas e acadêmicos. Quão grande? Basta pesquisar por “críticas à revisão por pares” no seu mecanismo de pesquisa preferido e ficar surpreso.

Por que eu deveria publicar com o OmniScriptum se eu posso imprimir uma cópia do meu manuscrito na imprenta ao lado por 3 Euros?

Verdade!

Sim, você pode levar seu trabalho para a imprenta mais próxima e obter uma versão impressa por 3 euros, talvez até com uma “capa”. Isso é algo semelhante ao que as empresas de autopublicação também oferecem aos autores.
Mas observe que o trabalho em papel, apesar de parecer um livro, está faltando alguns elementos que a publicação conosco (mas não com empresas de autopublicação) acrescentaria à ele. Em primeiro lugar, nossa equipe de gerenciamento de impressão cuida para que o livro possa ser impresso em todo o mundo. Isso inclui fazer arquivos prontos para impressão. Em segundo lugar, indexamos o seu livro com um ISBN. Outra coisa que a imprenta não oferece. Um ISBN garante que seu título possa ser listado e vendido pelas maiores livrarias do mundo. Em terceiro lugar, nós comercializamos o seu livro. Enviamos as informações sobre seu título para mais de 200 empresas de distribuição em mais de 40 países do mundo. Isso inclui gigantes da indústria como LSI / Ingram, Amazon, Hachette Livre, Ozon e outros. Quando necessário, criamos catálogos para o seu título, enviamos cópias de revisão para a mídia e realizamos outras atividades de marketing.

OmniScriptum publica conteúdo da Wikipedia

Errado!

Anos atrás, nossa empresa predecessora costumava publicar conteúdo também disponível na Wikipedia, e o fez abertamente (cada título foi marcado com o rótulo “Contém conteúdo da Wikipedia”), legalmente e de acordo com os Termos e Condições da Wikipédia. No entanto, esta prática foi interrompida há mais de 5 anos. A OmniScriptum não publica nenhum conteúdo da Wikipédia, concentrando-se apenas em autores acadêmicos originais ou de interesse especial.

Omniscriptum publicará qualquer coisa sem nenhuma seleção

Errado!

Ao contrário do tom tradicional da indústria editorial, somos uma editora inclusiva. Todos são bem-vindos para compartilhar seu trabalho, idéias e ter uma grande chance de que o trabalho seja publicado. Isso significa que temos uma taxa de submissão / publicação de 100%? Não, nós não temos. Nós tivemos que rejeitar autores porque suas obras não são adequadamente referenciadas, continham conteúdo plagiado ou, falando francamente, sem sentido. Também encerramos contratos de publicação com autores que se permitiram ser rudes com nossa equipe editorial ou outros autores. Se você é um autor perspicaz com opinião, mas de pensamento aberto, você se sentirá em casa com a OmniScriptum.

OmniScriptum é uma editora de vaidade

Errado!

A enciclopédia- para-leitura-rápida de todo mundo (W) irá dizer em sua primeira frase que os editores de vaidade cobram dos autores pela publicação. Nós acrescentaremos a isso – não apenas as editoras de vaidade cobram o autor, mas também as editoras tradicionais. A OmniScriptum não cobra seus autores pelo nosso serviço de publicação. Existem recursos que implicam custos de produção mais altos (como a impressão colorida, por exemplo), e aqui normalmente discutimos com o autor o que é possível gratuitamente e o que não. Mas o nosso serviço de publicação, como tal, é gratuito.

Ainda não estás convencido? Junte-se à discussão!